Praia dos Artistas

A Praia dos Artistas já foi palco de grandes boates, como o Chaplin e a Manicômio, reduto dos góticos dos anos 90, a Coconut, com seu enorme Vídeo bar, que rolava Simple Minds, A-ha e Simple Red e os restaurantes Chalô e B-52, abertos até tudo fechar.

Hoje em dia, lá se vão quase 20 anos e o que sobrou de agito nos artistas foi o Bar do Chaplin e diversos restaurantes especializados em carnes, massas e comidas típicas.

Aproveite a feirinha de artesanato que é quase em frente, basta atravessar a rua e caminhar para sua direita. Está toda organizada, com ótima estrutura e diversas barraquinhas, vendendo o que há de melhor em comidas típicas, vestuário e lembranças da terra potiguar.

Durante a parte do dia a Praia dos Artistas não tem muita graça, concentrando muitos botecos, barracas e prédios antigos. A Praia é repleta de arrecifes e corais, não sendo propícia ao banho de mar. Andando pelo calçadão a praia muda de nome: até a metade muda para Praia do Meio e do meio até o final vira Praia do Forte, com o Majestoso Forte dos Reis Magos, dando um toque de classe!

CHAPLIN SHOPING NIGHTS
(Praia dos Artistas)

Excelente"Point" Potiguar.